A RELAÇÃO ENTRE O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA UNIÃO EUROPEIA E O TRIBUNAL EUROPEU DE DIREITOS DO HOMEM PÓS-TRATADO DE LISBOA: SOMANDO OU DIVIDINDO ESFORÇOS NA PROTEÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS?

  • Ines Querubina Ceni AGU -PGF
Palavras-chave: Direitos Humanos. Tribunal Nacional. Tribunal de Justiça da União Europeia. Corte Europeia de Direitos Humanos.

Resumo

A internacionalização dos Direitos Humanos na Europa, a partir do fim da Segunda Guerra Mundial, foi responsável por diversas mudanças no ordenamento jurídico europeu. O sistema europeu de proteção aos direitos humanos se desenvolveu expressivamente com o passar dos anos, principalmente com a criação da Corte Europeia dos Direitos Humanos, responsável por julgar violações aos Direitos Humanos no âmbito do continente europeu. Além da citada Corte, o Tribunal de Justiça da União Europeia e a jurisdição nacional também são competentes para analisar casos que envolvam direitos humanos na União Europeia. O presente trabalho visa aproximar o leitor da discussão acadêmica travada em torno da efetiva proteção dos direitos humanos na União Europeia em função da relação triangular estabelecida entre os órgãos competentes para apreciar a matéria, a saber, o Tribunal Nacional, o Tribunal de Justiça da União Europeia e a Corte Europeia de Direitos Humanos. 

Biografia do Autor

Ines Querubina Ceni, AGU -PGF
Procuradora Federal atuante na Equipe Nacional de Cobrança (ENAC). Mestre em Ciência Jurídica.

Referências

BARRETO, Irineu Cabral. A Convenção Europeia dos Direitos do Homem: anotada. 4. ed. Coimbra: Coimbra, 2010.

BOMBERG, E., PETERSON, J., & STUBB, A. The European Union: how does it work? (2 ed.). Oxford: Oxford University Press, 2008.

DUARTE, Andreia Morgado. O cabo das tormentas da União Europeia: a difícil adesão à Convenção Europeia de Direitos Humanos. Dissertação (Especialização em Ciências Jurídico-Políticas/Menção em Direito Internacional Público e Europeu). Faculdade de Direito, Universidade de Coimbra: Coimbra, 2016.

DUARTE, Maria Luísa. A Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia - Natureza e Meios de Tutela. Em AA.VV., & R. M. Ramos (Ed.). In: Estudos em Homenagem à Professora Doutora Isabel de Magalhães Collaço. Coimbra: Almedina, 2002. p. 723-755.

EUROPEAN COMMISSION. Policies, information and services. Disponível em: <https://ec.europa.eu/info/aid-development-cooperation-fundamental-rights/your-rights-eu/eu-charter-fundamental-rights/why-do-we-need-charter_en#what-it-covers>. Acesso em: 19 ago. 2018.

FRA – EUROPEAN UNION AGENCY FOR FUNDAMENTAL RIGHTS. About Fundamental Rights. Disponível em:<http://fra.europa.eu/en/about-fundamental-rights/frequently-asked-questions#state-fundamental-rights>. Acesso em: 23 ago. 2018.

FREUNDKINCH, Petri. The Autonomy of EU Law - The ECHR Accession Opinion and its Aftermath (tese), Tallinn University: Helsink, 2016. Disponivel em: <https://www.researchgate.net/publication/307858160_The_Autonomy_of_EU_Law_-_The_ECHR_Accession_Opinion_and_its_Aftermath> Acesso em: 23 ago 2018.

GARCIA, Ricardo Alonso. Sistema jurídico de la Unión Europea. Navarra: Civitas, 2010.

GILLIAUX, Pascal. Cjue et Cour EDH: pourquoi la guerre aurait-elle lieu? Cahiers de Droit Europeen, n. 3, p. 841-879, 2016.

JACQUÉ, Jean Paul. Pride and/or prejudice? Les lectures possibles de l´Avis 2/13 de la Cour de Justice. Cahiers de Droit Europeen, n. 1, p. 19-45, 2015.

JIMÉNEZ, Rosario León. La figura del Abogado General em el Tribunal de Justicia de las Comunidades Europeas. Madrid: Reus, 2007.

OLIVEIRA, Andreia Sofia Pinto. Direitos Humanos. In: A. P. Brandão, F. P. Coutinho, I. Camisão, J. C. de Abreu (Coords), Enciclopédia da União Europeia. Braga: Petrony, 2017. p. 153-456.

PEREZ, Sophie. A proteção dos direitos fundamentais pelo Direito da União Europeia – da Carta aos Estados, o enigma da Esfinge, 2017. Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/53241>. Acesso em: 26 abr. 2018

RI JÚNIOR, Arno Dal. O Dilema dos Direitos Humanos e das Liberdades Fundamentais no Sistema Jurídico Comunitário e na União Europeia, Sequência 43: Revista do Curso de Pós-Graduação em Direito da UFSC, Florianópolis. 2001.

ROCHA, Armando. O contencioso dos direitos do homem no espaço europeu: o modelo da Convenção Europeia dos Direitos do Homem. Lisboa: Universidade Católica Portuguesa, 2010.

SARMIENTO, Daniel; MIERES, Luis Javier Mieres; LINERA, Miguel Presno. Las Sentencias Basicas del Tribunal Europeo de Derechos Humanos: estúdio y jurisprudência. Navarra: Thomson Civitas, 2007.

SCHERMERS, Henry G.; BLOKKER, Niels M. International institutional law: unity within. 5 ed. rev., Boston: Martinus Nijhoff Publishers, 2011.

SILVEIRA, Alessandra. Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia (CDFUE). In: A. P. Brandão, F. P. Coutinho, I. Camisão, J. C. de Abreu (Coords), Enciclopédia da União Europeia. Braga: Petrony, 2017. p. 67-70.

______. Do âmbito de aplicação da Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia: recai ou não recai? Eis a questão! Revista Julgar, n. 22, Ed. Coimbra, 2014. Disponível em: <http://julgar.pt/do-ambito-de-aplicacao-da-carta-dos-direitos-fundamentais-da-uniao-europeia-recai-ou-nao-recai-eis-a-questao/> Acesso em: 26/08/2018.

SOARES, António Goucha. A Carta dos Direitos Fundamentais da união Europeia: A Protecção dos Direitos Fundamentais no Ordenamento Comunitário. Coimbra: Coimbra, 2002.

SOUSA E ALVIM, Mariana. Convenção Europeia dos Direitos do Homem (CEDH). In: A. P. Brandão, F. P. Coutinho, I. Camisão, J. C. de Abreu (Coords), Enciclopédia da União Europeia. Braga: Petrony, 2017. p. 112-115.

SPAVENTA, Eleanor. «A Very Fearful Court? The Protection of Fundamental Rights in the European Union after Opinion 2/13», Maastricht Journal of European and Comparative Law, v. 22, n. 1, p. 35-56, 2015.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Processo 26/62. NV Algemene Transport- en Expeditie Onderneming Van Gend & Loos contra Administração Fiscal neerlandesa. Disponível em:<http://curia.europa.eu/juris/showPdf.jsf?text=&docid=87094&pageIndex=0&doclang=pt&mode=req&dir=&occ=first&part=1&cid=183871> Acesso em: 27 ago. 2018.

______. Case 6/64. Flaminio Costa and ENEL (Ente Nazionale Energia Elettrica (National Electricity Board), formerly the Edison Volta undertaking). Disponível em: <http://curia.europa.eu/juris/showPdf.jsf?text=&docid=87399&pageIndex=0&doclang=en&mode=lst&dir=&occ=first&part=1&cid=184155>. Acesso em: 27 ago. 2018.

______. Causa n. 11/70. Internationale Handelsgesellschaft mbH and Einfuhr- und Vorratsstelle für Getreide und Futtermittel. Disponível em: <https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:61970CJ0011&from=EN.>. Acesso em: 25/ ago. 2018.

______. Causa 4/73. Nold v. Comissão. Rel. [?]. J. em 14.05.1974. Disponível em: <http://curia.europa.eu/juris/showPdf.jsf?text=&docid=88495&pageIndex=0&doclang=pt&mode=doc&dir=&occ=first&part=1&cid=593833 >. Acesso em: 25 jan. 2012.

______. Causa 36/75. Roland Rutili e Ministro do Interior. Disponível em: <http://curia.europa.eu/juris/showPdf.jsf;jsessionid=9ea7d2dc30d6c351f34017fc460b94febe7f3eb92180.e34KaxiLc3qMb40Rch0SaxuObhb0?text=&docid=89064&pageIndex=0&doclang=PT&mode=lst&dir=&occ=first&part=1&cid=542414>. Acesso em: 25 ago. 2018.

______. Causa C-260/89. ERT v. Dimotiki e outros. Rel. [?]. J. 18 jun. 1991. Disponível em: <http://curia.europa.eu/juris/showPdf.jsf?text=&docid=96792&pageIndex=0&doclang=pt&mode=doc&dir=&occ=first&part=1&cid=595159>. Acesso em: 25 jan. 2012.

______. Parecer 2/13, de 18 de dezembro de 2014 do Tribunal de Justiça (Tribunal Pleno). Disponível em: <http://curia.europa.eu/juris/document/document_print.jsf;jsessionid=9ea7d2dc30dd2da9bfa292db4da988afb961242593f9.e34KaxiLc3qMb40Rch0SaxuQchz0?doclang=PT&text=&pageIndex=0&docid=160882&cid=668013>. Acesso em: 19 ago. 2018.

______. Tomada de Posição da Advogada-Geral Juliane Kokott apresentada em 13 de junho de 2014. Disponível em: <http://curia.europa.eu/juris/document/document.jsf?docid=160929&doclang=PT>. Acesso em: 27 ago. 2018.

TRIBUNAL EUROPEU DE DIREITOS HUMANOS. Application n. 45036/98. Case of Bosphorus Hava Yollari Turizm Ve Ticaret Anonim Sirketi v. Ireland. Disponível em: <https://hudoc.echr.coe.int/eng#{%22fulltext%22:[%22Bosphorus%22],%22documentcollectionid2%22:[%22GRANDCHAMBER%22,%22CHAMBER%22],%22itemid%22:[%22001-69564%22]}>. Acesso em: 27 ago. 2018.

________. Application nº 30696/09. Case of MSS and Belgium and Greece. Disponível em: <https://hudoc.echr.coe.int/eng#{%22fulltext%22:[%22mss%22],%22documentcollectionid2%22:[%22GRANDCHAMBER%22,%22CHAMBER%22],%22itemid%22:[%22001-103293%22]}>. Acesso em: 27 ago. 2018.

______. Convenção Europeia dos Direitos do Homem. Disponível em: <http://www.echr.coe.int/Pages/home.aspx?p=home&c=>. Acesso em: 18 out. 2017.

VITORIA, Ignacio García. La Declaración Universal de los Derechos Humanos y el sistema europeo de protección de los Derechos Fundamentales. In: De la Guardia, Ricardo Martín; SÁNCHEZ. Guillermo A. Pérez (dir.). Los derechos humanos sesenta anos después (1948 – 2008). Valladolid: Universidad de Valladolid, Secretariado de Publicaciones e Intercambio Editorial, 2009.

Publicado
2020-06-17
Como Citar
CeniI. Q. A RELAÇÃO ENTRE O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA UNIÃO EUROPEIA E O TRIBUNAL EUROPEU DE DIREITOS DO HOMEM PÓS-TRATADO DE LISBOA: SOMANDO OU DIVIDINDO ESFORÇOS NA PROTEÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS?. REVISTA DA AGU, v. 19, n. 03, 17 jun. 2020.
Seção
Artigos