CRIMES CONTRA A HUMANIDADE E DITADURA MILITAR: STF, CORTEIDH E O FETICHE PELO “DIREITO DE ERRAR POR ÚLTIMO”

  • Victor Hugo Siqueira de Assis Universidade Federal do Ceará.
Palavras-chave: Crimes contra a humanidade, Lei de anistia, Controle de convencionalidade.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar a evolução internacional do conceito de crimes contra a humanidade, sua imprescritibilidade, além dos motivos que qualificam os delitos cometidos por agentes oficiais durante a ditadura militar brasileira como crimes de lesa-humanidade e, por conseguinte, insuscetíveis de anistia. Ademais, discutir-se-á a (in)validade da Lei nº 6.683/1979 (Lei de Anistia) frente à Constituição Federal de 1988 e à normativa internacional, confrontando as decisões do STF na ADPF nº 153 e da CorteIDH no caso “Guerrilha do Araguaia”.

Biografia do Autor

Victor Hugo Siqueira de Assis, Universidade Federal do Ceará.

Mestrado em Constituição, Sociedade e Pensamento Jurídico pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Especialista em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). Defensor Público do Estado do Maranhão. Professor da Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Maranhão

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/ConstituicaoCompilado.htm>. Acesso em: 08 maio 2016.

_______. Decreto nº 4.388, de 25 de setembro de 2002. Promulga o Estatuto de Roma do Tribunal Penal Internacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/d4388.htm>. Acesso em: 04 ago. 2016.

_______. Lei nº 6.683, de 28 de agosto de 1979. Concede anistia e dá outras procidências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6683.htm>. Acesso em: 08 maio 2016.

_______. Supremo Tribunal Federal. Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 153, Brasília, DF, 29 de abril 2010. Diário da Justiça, Brasília, DF, 6 de agosto 2010.

BRASÍLIA. Ministério da Justiça. Jurisprudência da Corte Interamericana de Direitos Humanos, Volume 01 – Direito à Vida, Anistias e Direito à Verdade. / Secretaria Nacional de Justiça, Comissão de Anistia, Corte Interamericana de Direitos Humanos. Tradução da Corte Interamericana de Direitos Humanos. Brasília: Ministério da Justiça, 2014.

GOMES, Luiz Flávio; MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Crimes contra a humanidade e a jurisprudência do Sistema Interamericano de Direitos Humanos. In: GOMES, Luiz Flávio; MAZZUOLI, Valerio de Oliveira (Orgs.). Crimes da ditadura militar: uma análise à luz da jurisprudência atual da Corte Interamericana de Direitos Humanos. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011.

MARQUES, Ivan Luís. O princípio da imprescritibilidade dos crimes contra a humanidade e sua aplicação no Brasil. In: GOMES, Luiz Flávio; MAZZUOLI, Valerio de Oliveira (Orgs.). Crimes da ditadura militar: uma análise à luz da jurisprudência atual da Corte Interamericana de Direitos Humanos. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011.

PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e justiça internacional: um estudo comparativo dos sistemas regionais europeu, interamericano e africano. 6. ed. rev., ampl., e atual. São Paulo: Saraiva, 2015.

RAMOS, André de Carvalho. Curso de Direitos Humanos. 3. ed. rev., atual. e ampl. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

________________________. Processo internacional de direitos humanos. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2015a.

________________________. Teoria geral dos direitos humanos na ordem internacional. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2015b.

ROTHENBURG, Walter Claudius. Constitucionalidade e convencionalidade da Lei de Anistia brasileira. Revista Direito GV, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 681-706, jul./dez. 2013.

SARMENTO, Daniel. Direitos Fundamentais, Constituição e Direito Internacional: diálogos e fricções. In: PIOVESAN, Flávia; SOARES, Inês Virgínia Prado (Orgs.). Impacto das decisões da Corte Interamericana de Direitos Humanos na jurisprudência do STF. Salvador: JusPodium, 2016.

Publicado
2022-06-29
Como Citar
Siqueira de AssisV. H. CRIMES CONTRA A HUMANIDADE E DITADURA MILITAR: STF, CORTEIDH E O FETICHE PELO “DIREITO DE ERRAR POR ÚLTIMO”. REVISTA DA AGU, v. 21, n. 03, 29 jun. 2022.
Seção
Artigos